Casa De Luxo

Loading...

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Escolher o ar-condicionado ideal !


Com as altas temperaturas no hemisfério sul, não há quem não queira instalar em casa um ar-condicionado que cumpra o papel de deixar o ambiente climatizado e faça as horas passarem mais frescas. A procura pelo aparelho aumenta consideravelmente quando vem o verão, mas será que os consumidores sabem qual o melhor para cada caso? Com o guia de dicas abaixo, é fácil escolher a opção certa na hora da compra.




Antes de tudo, é preciso analisar alguns fatores como:

1. Quanto maior a incidência do sol no ambiente, maior deve ser a potência do refrigerador;

2. A potência pode ser entre 7 mil BTU e 60 mil BTU, sendo que o primeiro é perfeito para uma sala pequena com poucas pessoas e o último para espaços maiores. Para calcular o que melhor atende suas necessidades - levando em conta o tamanho do local, a quantidade de pessoas e a presença de eletrônicos

3. A economia do aparelho: os mais modernos têm sensores para monitorar a temperatura. Mantenha portas e janelas fechadas durante o uso e evite o frio excessivo;

4. A compra deve ser planejada, visto que o preço costuma ser mais baixo na época de inverno;

5. Na hora de escolher o modelo, prefira os que tenham o Selo Procel de Economia de Energia e aqueles com assistência perto da sua região;




Tipos de ar-condicionado

Janela - É instalado em buraco na parede ou na própria janela, reunindo evaporador e condensador (que liberam e esfriam o ar) no mesmo gabinete. São aparelhos mais comuns, compactos e com custo baixo, mas fazem ruídos e podem não ser tão eficientes para espaços maiores.

Split e variações - Tem a unidade evaporadora separada da condensadora em dois equipamentos. A primeira é instalada do lado de dentro da casa, e a segunda (mais barulhenta) de fora. Por isso, são mais silenciosos - e, apesar de mais caros, consomem cerca de 40% menos energia elétrica do que o tipo anterior.
Há ainda os modelos: window split, que usa a tecnologia do split mas é compacto como o de janela; o piso/teto, que pode ser instalado no chão ou em cantos altos do cômodo; o cassete, que fica no teto, na região central do espaço, com quatro saídas de vento; e o multisplit, que conecta duas ou três evaporadoras à mesma condensadora.

Portátil - Com a vantagem da transferência de um local a outro, não requer instalação, reunindo evaporador e condensador no mesmo gabinete. É prático, mas pode ser barulhento e ocupar espaço.
Sabendo de tudo isso, é fazer a instalação em local com boa circulação de ar, protegido do sol e do vento, e cuidar da manutenção periódica e conservação - mantendo os filtros e o aparelho limpos. A sujeira, além de forçar o equipamento a trabalhar mais, pode provocar problemas respiratórios. E é importante lembrar sempre: o uso correto traz economia e garante o bem estar dos usuários.

Fonte: Casa e Jardim / Web Ar-condicionado
Fotos: Arquivo pessoal/NET

Nenhum comentário:

Postar um comentário